Blog

Você esta em:capa, Blog
27/01/2016 15h41

Ruas e avenidas são fechadas para operação tapa-buracos


            Com a trégua das chuvas em Passos, a Prefeitura reiniciou a operação tapa-buracos nesta quinta-feira (21) nas avenidas Arlindo Figueiredo e Comendador Francisco Avelino Maia. Diferentemente de outras vezes em que o serviço foi realizado, agora as avenidas e ruas serão interditadas em toda sua extensão, com os trabalhos começando mais cedo, inclusive aos sábados, para dar mais agilidade à recuperação das vias.           

            De acordo com a secretária de Obras, Habitação e Serviços Urbanos, Sônia Maria de Oliveira, a equipe de trabalho também foi aumentada e poderá trabalhar, quando chegar em algumas vias, até mesmo aos domingos. Por causa dessa mudança de estratégia para agilizar a recuperação das ruas e avenidas, Sônia de Oliveira pede paciência aos moradores, especialmente aos motoristas. “Vai haver alguns transtornos, mas é para melhorias”, justifica.

            Com previsão de pancadas de chuvas para os fins de tarde em Passos e para antecipar aos motoristas que costumam estacionar seus veículos nas vias públicas, a secretária informa que a operação tapa-buracos irá começar às 6h a partir desta sexta-feira e será encerrada antes do fim da tarde, para evitar que o trabalho seja danificado pelas chuvas.

Esse planejamento foi realizado com o Departamento Municipal de Trânsito, da Secretaria de Planejamento, que irá cuidar da interdição das vias logo no início do dia.

A operação tapa-buracos começou há duas semanas na Avenida Arlindo Figueiredo, na altura do Cemitério Parque do Senhor até a Rodovia MG-050, retornou pela outra mão de direção da via e, agora, está descendo a Comendador Francisco Avelino Maia (Avenida da Moda), no sentido da rotatória com a Arlindo em direção ao Colégio Polivalente.

Na sequência, será recuperada a Avenida Arouca, seguida dos demais corredores de transporte da cidade de Passos, antes de adentrar nas vias de menor movimento de veículos.

De acordo com a secretária de Obras, bloquetes de concreto continuarão sendo colocados nos buracos mais profundos e serão recobertos de massa asfáltica, para dar mais durabilidade ao serviço. O serviço inclui máquinas de fresar, que corta e limpa o asfalto antes da colocação da piche e massa, e rolo compressor, também para garantir a resistência do material.

A Prefeitura está investindo mais de R$ 1,6 milhão na operação tapa-buracos, que deverá ser concluída em três meses. O contrato tem vigor para todo o ano de 2016, devendo a empreiteira providenciar o conserto a cada novo buraco até o fim do ano.