Blog

Você esta em:capa, Blog
27/10/2015 10h00

Obras do Centro Socioeducativo de Passos já estão 80% concluídas

O primeiro centro socioeducativo para internação de adolescentes em conflito com a lei do Sul de Minas Gerais será entregue ainda neste ano pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). As obras da nova unidade, na cidade de Passos, já estão 80% concluídas, segundo informações da Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativa (Suase).

A inauguração está prevista para dezembro. A unidade masculina terá capacidade para internar 40 adolescentes e é a primeira a ser entregue das quatro prometidas pela atual gestão da Seds até 2017.

As obras foram paralisadas no governo anterior e voltaram com força total este ano. O prédio onde funcionará o centro pertence ao Estado e está sendo adaptado para atender com a estrutura adequada às diretrizes do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase).

A instalação da unidade garante a internação dos jovens na região em que moram, próximo de suas famílias, garantindo a chance de ressocialização. É uma regra preconizada pelo Sinase, como afirma o superintendente de Gestão das Medidas de Privação de Liberdade da Suase, Bernardino Soares.

Mais vagas

O Sul de Minas Gerais também ganhará outra unidade no início de 2017, o Centro Socioeducativo de Alfenas. A unidade contará com 80 vagas e faz parte de um convênio recém-assinado com o Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, garantindo um repasse de aproximadamente R$ 15,5 milhões para a construção.

O projeto executivo da obra de Alfenas está sendo elaborado pelo Departamento Estadual de Obras Públicas (Deop), vinculado à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop).

Para o início de 2016 também está prevista a inauguração do Centro Socioeducativo de Tupaciguara, no Triângulo Mineiro, que contará com 40 vagas. A implantação da unidade foi interrompida em 2014 e agora serão aplicados R$ 200 mil na chamada rede lógica (comunicações e outras facilidades) e na aquisição de mobiliário e equipamentos.