Blog

Você esta em:capa, Blog
16/06/2014 10h00

Santa Casa recebe certificado de Excelência

Em clima de comemoração, a Santa Casa de Misericórdia de Passos recebeu na noite dessa terça-feira, 10, na Câmara Municipal de Passos, o certificado de hospital Nível 3 - Acreditado com Excelência – concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

O certificado foi entregue pelo chefe executivo do Instituto Qualisa de Gestão (IQG), da ONA, ubens José Covello, ao presidente do Conselho Superior da Irmandade da Santa Casa, Wellington Venâncio Andrade e ao provedor, Vivaldo Soares Neto.
“É gratificante ver que chegamos ao topo de qualidade. Este é o maior presente deste ano em que a Santa Casa comemora seus 150 anos”, lembrou o provedor, Vivaldo Soares, que destacou além da união e o trabalho de todos: corpo clínico, diretoria e funcionários para a conquista do titulo, a importância de se buscar continuamente o crescimento. “Sabemos que para atingirmos a evolução, é preciso quebrar paradigmas que nos deixam estacionados, buscar um mundo novo, com melhores soluções e saídas. É disso que faz a vida e na nossa área da saúde também há sempre o que fazer para dar maior solubilidade”, otimizou.
Rubens Covello enfatizou a grandeza da Santa Casa de Passos ao obter o nível 3, de Excelência. “Pelo resultado assistencial, pelo impacto da qualidade de vida da comunidade, isso faz com que todos nós do IQG gostemos muito e tenhamos bastante carinho pela Santa Casa de Passos, pois sabemos das dificuldades que ela tem”, analisou. “É muito fácil ser nível 3 para o hospital Sírio Libanês, o Einstein e para outros hospitais tops, onde têm todo um desenho financeiro forte, um pólo de capacitação ao lado. Mas é muito difícil ser nível 3 longe desse centro que pratica uma saúde que se diz de excelência. É difícil ser nível 3 longe da Avenida Paulista”, comparou, o chefe executivo.
 Ao entregar a placa da Acreditação, Rubens Covello mostrou-se entusiasmado pela conquista da Santa Casa, manifestando-se eufórico: “É com muito orgulho que eu entrego esta placa, sei que ela vai ficar na parede, mas sei que a qualidade da assistência vai continuar daqui pra frente. A gente vai continuar crescendo juntos. Eu fiz questão de vir aqui porque é muito importante ter um hospital filantrópico com o desenho de vocês, com o jeito de vocês, com o jeito que vocês tratam os pacientes, um grupo de excelência dos hospitais do Brasil, com um belo trabalho”, arrematou.
O certificado entregue na noite mereceu também um agradecimento do presidente do Conselho Superior da Irmandade, Wellington Venâncio Andrade. “Quero agradecer a todos que estão nos ajudando a dar continuidade na importante missão de evoluir neste grande hospital que, tenho certeza, é abençoado por Deus”.
Participaram da mesa durante a solenidade da noite: Eurípedes José da Silva (Delegado do Conselho Regional de Medicina – CRM - em Passos); Rubens José Covello (chefe executivo do IQG); Ademir José da Silva (vice-prefeito de Passos); Vivaldo Soares Neto (provedor); Wellington Venâncio Andrade (presidente do Conselho Superior da Irmandade); Luís Carlos de Souto Júnior (presidente da Câmara Municipal de Passos) e Kátia Rita Gonçalves (superintendente regional de saúde de Passos).

Pioneirismo

Em 2007, a Santa Casa de Passos foi a primeira das 454 Santas Casas do Brasil a ser Acreditada – nível I, que refere-se à segurança que o hospital proporciona aos pacientes e funcionários.
Em 2010, a história se repetia. Mais uma vez, a Santa Casa era a primeira, de todas as existentes no país, a receber o nível II – Hospital Pleno - que refere-se à Organização Hospitalar como um todo. “Em ambos os momentos, a conquista foi comemorada por todos da Santa Casa, afinal para se obter este título é necessário que todos os setores do hospital estejam em sintonia com as exigências da ONA, lembrou o provedor da Santa Casa, o neurocirurgião Vivaldo Soares Neto. Ele salientou também que a estrutura de um hospital é bastante complexa e, para conquistar o certificado, é preciso que todos os médicos do Corpo Clínico e colaboradores entendam a importância das normas, protocolos e indicadores de qualidade e se empenhem em suas atividades, lembrando que um hospital Acreditado significa um hospital confiável. “Agora com a notícia da conquista do nível III – o de excelência – a Santa Casa se sente muito feliz e orgulhosa. É muito gratificante ver que chegamos ao topo da qualidade”, finalizou.

O título
 

Afinal o que é a “Acreditação”? Conforme explica Lúcia Delfante, gestora de qualidade da Santa Casa de Passos “é um processo que as organizações de saúde utilizam para promover a qualidade dos serviços prestados”. Dessa forma, a Acreditação se traduz em práticas de gestão e de assistência baseadas em  segurança da estrutura e bons processos de execução e são verificadas diariamente  comparadas a padrões de excelência conhecidos. 

Em outras palavras, significa identificar antecipadamente quais são os riscos possíveis durante o atendimento de um paciente e estimular a melhoria contínua dos processos internos a fim de evitar que esses riscos se tornem realidade.

“Isso quer dizer que quando se opta por uma instituição com Certificado de Acreditação, a pessoa está escolhendo um serviço cujos processos são repetidamente controlados. Portanto, há menores taxas de infecção, de reinternação e de erros assistenciais”, explica Lúcia.
Segundo o diretor administrativo da Santa Casa, Daniel Porto Soares, “desde 1999, quando o Ministério da Saúde instituiu a ONA - em convênio com a ANVISA - como órgão responsável pela Acreditação Hospitalar, os colaboradores da Santa Casa de Passos setor por setor, foram envolvidos. “Passamos a estudar a questão e, aos poucos introduzir práticas que viabilizassem a Acreditação” comentou Daniel, explicando que todas as reformas, construções, investimentos e procedimentos da Santa Casa passaram a ser espelhados nos princípios e exigências da ONA. Conforme lembra, periodicamente, responsáveis do Instituto Qualisa de Gestão (IQG), da ONA, vêm à Santa Casa avaliar a manutenção da qualidade. Junto deles, participam também avaliadores internos da Santa Casa que atuam como facilitadores do processo.

« Voltar para listagem dos posts