Blog

Você esta em:capa, Blog
14/06/2014 10h00

Comissão da UEMG visita FESP

A Comissão da UEMG encarregada da adoção de medidas preparatórias para a efetiva estadualização esteve na FESP esta semana. A comissão é constituída pela advogada Ana Paula Costa Melo, representante da Secretaria de Estado Ciência e Tecnologia; o auditor Geferson Souza Rego, representante da Controladoria Geral do Estado de Minas Gerais e a economista Maria Celeste Cardoso Pires, Presidente da Comissão e Curadora Especial do Processo de Absorção da FESP pela UEMG. 

Depois de conhecer todas as instalações da FESP a presidente da Comissão da UEMG afirmou: "Eu já conheço universidades brasileiras e no exterior também, inclusive tive a oportunidade de viajar pela UEMG com o atual reitor, conhecendo escolas de Milão e de Turim, onde a Universidade tem convênio com estudantes e achei que a FESP se aproxima às escolas de primeiro mundo”, comparou.

A comissão é responsável pelos procedimentos preparatórios e relatórios da situação do corpo discente, docente e administrativo para a transferência definitiva para UEMG, inclusive na visita conheceu os projetos de pesquisa e extensão que beneficiam a comunidade regional, para que estes também sejam absorvidos e tenham sua continuidade garantida.

A presidente Maria Celeste Cardoso Pires declarou ainda que a incorporação da FESP, tão bem estruturada, é uma excelente aquisição para o Estado de Minas. “Para o estado, pros alunos e para toda a sociedade é uma boa aquisição. Eu nem diria aquisição, diria uma boa incorporação, uma boa absorção, que é um desejo de 20 anos, já previsto na constituição, um processo do qual eu tive oportunidade de fazer parte em outras épocas e que está me dando muito prazer em fazer parte, agora, da consolidação dessa proposta”, afirmou a economista. 

Esta foi a primeira de uma série de visitas da Comissão a FESP, que incluem reunião com todo o corpo administrativo para que possam ser discutidas todas as dúvidas, e preparados os caminhos a absorção com a maior brevidade e de forma planejada. 

De acordo com o Decreto de Estadualização, a partir do dia 3 de novembro, a FESP passa a fazer parte da UEMG e os alunos a ter a gratuidade. A expectativa é de que com a absorção de todas as unidades associadas, a UEMG atinja a marca dos 18 mil alunos com mais de 100 cursos.

A presidente da comissão em suas andanças pelos prédios da FESP encontrou alguns alunos, e falou sobre a necessidade de estarem regularmente matriculados para a transferência para a UEMG, esclareceu que além da regularidade acadêmica todos devem ter bastante cuidado também com a adimplência das mensalidades, porque o pagamento em dia das mensalidades até 3 de novembro faz parte da regularidade exigida pela Lei de Absorção para que o aluno possa ser transferido, e que a dívida sendo transferida para o Estado, tornará mais difícil ainda a negociação e com certeza irá para a divida ativa, prejudicando qualquer atividade. Cumprir os contratos deve ser o ideal de qualquer pessoa. 

Ainda segundo a comissão, os funcionários da FESP permanecerão nos cargos até que ocorra a rescisão trabalhista e, depois disso, poderão ser contratados de acordo com a política salarial da UEMG até a realização de concurso público.    

Todos os membros da equipe, no encerramento das atividades se disseram  impressionados com a estrutura organizacional e física disponibilizada para o aprendizado, e especialmente quanto a integração universidade-comunidade, através dos projetos de pesquisa e extensão que realiza. FESP é a maior unidade a ser absorvida pela UEMG e com certeza será modelo de gestão. “A FESP está muito bem estruturada e a gente ainda está no processo de conhecimento da estrutura, mas, por tudo que a gente já viu, é uma universidade modelo”, reforçou a presidente da comissão. 

“A FESP realmente me impressionou, me encantou com o que tem. Realmente eu gostei do que vi, acho que é um negócio bom pra cidade, ela ser estadualizada. Realmente a FESP está de parabéns, a cidade está de parabéns, muito bom!”, afirmou o auditor Géferson Souza Rego. 

FONTE: Departamento de Comunicação e Marketing FESP/UEMG

« Voltar para listagem dos posts