Blog

Você esta em:capa, Blog
13/05/2014 10h00

FESP PARTICIPA DA 12ª SEMANA DE MUSEUS

Pela primeira vez a cidade de Passos, através da FESP, vai participar da 12ª Semana de Museus realizada anualmente pelo IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus), em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio). Durante a semana de 12 a 18 de Maio, instituições museológicas de todo o país - selecionadas pelo Ibram - promoverão atividades simultâneas. Na FESP, a programação será do dia 12 ao dia 15 e vai oferecer visitas guiadas ao Laboratório de História, palestra sobre a importância da museologia e outras atividades que vão envolver estudantes e docentes de história.

A participação inédita ocorre através do Laboratório do curso de História que, por definição, é um pequeno museu que reporta a História de Passos e de cidades da região. “É uma iniciativa de professores e alunos do Curso de História manter um acervo representativo do passado regional em forma de objetos, restos arqueológicos, livros e documentos importantes que, quando analisados, reconstroem a História regional”, afirma o coordenador do curso Edgar Rodrigues de Oliveira.

O coordenador ressaltou a importância dessa semana histórica que só foi possível devido à associação do Laboratório de História da FESP ao IBRAM – (Lei número 11.906 de 2009). 

O Instituto Brasileiro dos Museus é uma autarquia cultural responsável pela Política Nacional de Museus (PNM), que propõe melhorias nos serviços prestados por este tipo de ação cultural no Brasil, como exposições, aquisição de obras de valor artístico e cultural, promoção de artistas entre outros.

Para Edgar, além de resguardar a memória de um povo, museus e o Laboratório de História da FESP são espaços públicos onde artistas – do popular ao erudito – podem mostrar a sua arte em exposições temporárias, o que ajuda a construir a identidade de um povo. “São nestes espaços culturais que se apresenta a possibilidade de trabalho voluntário em prol da disseminação da cultura, a possibilidade do surgimento de associações culturais que valorizam o cotidiano de uma comunidade e incentiva a participação popular em projetos culturais relevantes para determinados segmentos sociais, dependendo da temática que está sendo abordada por alguma exposição,” observa o coordenador.

 

Acompanhe a programação da FESP na 12ª Semana de Museus:

- Dias 12, 13 e 15/05/2014, de 14 às 20 horas:

VISITAÇÃO guiada ao acervo do Laboratório de História a documentos, fotos, livros antigos, originais de livros que fizeram a História de Passos, peças de práticas cotidianas regionais. Nestes dias a visitação é aberta a alunos das escolas de Passos e região e a visita deve ser agendada com a secretária do Núcleo de Educação da FESP (Karina) pelo telefone (35) 3529 6023. O Laboratório de História está instalado na Rua Doutor Carvalho nº 1147, no prédio da FESP conhecido como Prédio do Conselho Curador.

- Dia 12/05/2014, de 19 às 21 horas:

PALESTRA sobre o tema “Museologia: importância e problematizações” com a professora historiadora da FESP Leila Suhadolnik Andrade, cujo público-alvo é formado por alunos dos cursos de nível superior de História, Serviço Social, Moda, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Escolas de Ensino Fundamental e médio que quiserem participar deverão fazer suas inscrições no telefone acima. Para alunos dos cursos superiores serão fornecidos certificados de participação que valerão como Atividade Científico-Culturais (ACC) para seus históricos escolares.

 

- Dia 13/05/2014, de 19 às 21 horas

EXIBIÇÃO DE FILME “O retorno de Martin Guerre”, cujo roteiro é baseado no livro da historiadora americana Natalie Zenon Davis e é ambientado no século XVI. O local de exibição do filme é no auditório do bloco 1 FESP (prédio principal), localizado na Av. Juca Stockler nº 1130. Essa exibição é aberta ao público de modo geral.

Em todas as atividades desenvolvidas, será fornecido certificado de participação para universitários e diploma de participação para escolas e entidades visitantes.

“A construção da História e da memória é feita por nós. Daqui a algumas décadas seremos História e os povos futuros nos estudarão á luz daquilo que estamos fazendo hoje. A História se faz com pessoas, importantes ou não, miúdas ou graúdas, mas com pessoas. Não deixemos que nossa História seja inexpressiva e opaca. Vamos fazer a nossa História”,  conclui professor Edgar.

« Voltar para listagem dos posts