Blog

Você esta em:capa, Blog
24/04/2014 09h20

FESP apoia associação Patas Amigas

    A Fundação de Ensino Superior de Passos, através do Núcleo de Empreendedorismo do curso de Administração de Empresas, está desenvolvendo um projeto de consultoria e assessoria junto à Associação Passense Protetora dos Animais, a Patas Amigas, que atua na causa de proteção dos animais no município de Passos.  O curso de Moda também vai participar do projeto, com a criação de uma grife pet para ajudar na arrecadação de recursos.

    O responsável pela parceria é o professor mestre Olney Bruno da Silveira Júnior, coordenador do núcleo de empreendedorismo da FESP. Segundo ele, o "Projeto de Consultoria e Assessoria à Associação Patas Amigas" teve origem nas aulas de Empreendedorismo no 6º período de Administração, quando o professor solicitou que os alunos apresentassem soluções criativas para a associação. "Esta ação aguçou o senso de responsabilidade dos estudantes que identificaram possibilidades para contribuir além de ideias", explica o professor.

    O trabalho consiste em oferecer consultoria e assessoria em gestão, com o objetivo de potencializar a associação em Planejamento, Organização, Direção e Controle e, com isto, viabilizar projetos e recursos para as ações da associação de proteção aos animais. "Estamos começando a coletar dados sobre a Associação Patas Amigas e sobre a legislação relacionada aos animais, para relizarmos um planejamento gerencial", explica a estudante Thuane Celly Silva, do 7º período de Administração de Empresas.

    A presidente do "Patas Amigas" Nara Pimenta de Moraes vê na parceria uma oportunidade de melhorar a ação do grupo, que atualmente conta com apenas 6 voluntários com participação ativa. "Agora é a oportunidade da associação se reestruturar, ganhar força e também de explicar melhor à população como é o funcionamento da associação ‘Patas Amigas", avalia Nara. "A população tem de se conscientizar de que a associação não tem recursos financeiros para cobrir custos de todos os animais que são resgatados, além disso, nosso trabalho é voluntário, todos temos outras obrigações também", esclarece Nara.

    A associação foi criada em 1991, mas o trabalho inicial era voltado para a proteção dos animais que participavam das cavalhadas, tradicionais na região.

Atualmente, o grupo se dedica principalmente a cães e gatos abandonados, que são resgatados e encaminhados para adoção. Além disso, trabalha com a esterilização de animais de rua, mas o custo, elevado, ainda impede a castração em massa. "Não temos ajuda de órgãos públicos, recebemos doações de voluntários e nossos recursos vêm apenas eventos e bazares. Apenas o fórum de Passos, encaminhada uma pequena ajuda através de prestações pecuniárias.", relata Nara Moraes.  "O grupo Patas Amigas no Facebook tem mais de 4 mil pessoas, no entanto, não conseguimos ainda receber ajuda do grupo, se cada um, por exemplo, pudesse doar R$1, seria possível realizar um mutirão de castração. Tem muita gente emotiva, que declara amor pelos animais nas redes sociais, mas, na hora H, chama o Patas Amigas para cuidar", afirma.

    Com a parceria, o Núcleo de Empreendedorismo da FESP pretende potencializar o trabalho da associação, orientando todo o planejamento gerencial, além de contribuir para a elaboração de projetos de mobilização e arrecadação de recursos financeiros.  O projeto terá a participação das estudantes: Ester Moura, Thaís Rodrigues e Thuane Celly Silva do curso de Administração de Empresas e Luciana Silva, Claudiene Ribeiro e Caroline Renó, do curso de Moda.

 

Grife PET

O curso de Moda da FESP também vai participar do projeto de consultoria e assessoria à associação Patas Amigas, com a criação de uma grife pet que vai receber o nome de Dog Fashion.

O objetivo é criar e confeccionar peças de roupas para cães (e até gatos) feitas com retalhos doados das fábricas passenses.  "Posteriormente, poderemos reverter todas as peças em recursos financeiros para a associação", explica a professora Maria Isabel Sulino Carvalho Silveira que destaca a importância multidisciplinar do projeto.

 

 

Canil modelo

Para desenvolver melhor o projeto, estudantes e docentes da FESP e representantes da Associação Patas Amigas realizaram, no mês de março, uma visita técnica ao Centro de Controle de Zoonoses – Canil Municipal da cidade de Piracicaba, em São Paulo, onde um modelo de gestão impressionou o grupo passense. "O canil possui veterinários concursados que realizam pelo menos 12 castrações por dia e mutirões periódicos de castrações nos bairros da cidade. Além disso, desenvolve um trabalho em conjunto com PSFs, CRASS e escolas para conscientização e apoio. Fiquei encantada, seria um sonho realizar algo parecido em Passos", avalia a presidente do Patas Amigas.  

"O objetivo da visita técnica foi fazer com que os participantes do projeto pudessem conhecer um modelo de gestão aplicável à realidade da sociedade Passense", explica o professor Olney Silveira.

 

« Voltar para listagem dos posts