Blog

Você esta em:capa, Blog
10/03/2014 09h35

Moradores de área de risco terão prioridade no Minha Casa Minha Vida

Moradores da Rua Imaculada Conceição, a antiga Rua do Valinho, na região do Bairro Cohab, terão prioridade na seleção das famílias a serem contempladas com os 528 apartamentos do conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida, em Passos. A medida é permitida pelo Ministério das Cidades, que administra o programa no Brasil, e foi estabelecida em Passos por determinação do prefeito Ataíde Vilela, para que a população de baixa renda e que reside em imóveis irregulares tenha oportunidade de se mudar para uma moradia própria.
    No final da última quinta-feira, a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) reuniu lideranças, representantes de entidades, religiosos, políticos e autoridades municipais para esclarecer a ação da Prefeitura. A reunião foi realizada no anfiteatro da Casa da Cultura.

    Segundo a titular da Semas, Aline Gomes Macedo, a reunião teve o objetivo de esclarecer as lideranças que atuam na região da Rua Imaculada Conceição sobre a destinação de 50% dos apartamentos do Minha Casa Minha Vida que estão sendo construídos no local para famílias carentes, conforme permite o Ministério das Cidades. Essa priorização foi aprovada pelo Conselho Municipal da Habitação, com base num levantamento da Defesa Civil sobre as condições em que moram as pessoas que poderão integrar o grupo que terá preferência na seleção dos futuros moradores dos apartamentos.
    Aline Macedo frisa que essa ação é voluntária, não impositiva, ou seja, o morador que se interessar pelo apartamento terá que se inscrever. Ele não será obrigado a sair da casa em que mora. “Então os moradores daquela região que quiserem ter um apartamento no conjunto habitacional do Minha Casa Minha Vida que está sendo construído no município vão fazer a inscrição no programa. Eles vão receber a visita de assistentes sociais e da Defesa Civil, que vão fazer um relatório, e nessa visita eles (moradores) vão assinar uma declaração trocando o imóvel em que hoje eles moram pelo imóvel do Minha Casa Minha Vida”, explica a secretária.
    Segundo Aline Macedo, essa medida mostra a preocupação do prefeito Ataíde Vilela com aquela população carente, especialmente por causa da situação de suas residências, que foram construídas em área ocupada ilegalmente. “É uma questão de oportunidade porque hoje, onde moram, eles não possuem a titularidade do imóvel, moram de forma irregular, com muita precariedade. Agora, eles vão ter oportunidade de ter uma casa própria. Então é uma ação de oportunidade que a Prefeitura está oferecendo para aqueles moradores”, comentou.
    Também participaram da reunião o gerente da Caixa Econômica Federal (CEF), Márcio de Oliveira Lemos, a diretora regional da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), Olga Bastos, o coordenador da Defesa Civil, capitão Adão Anastácio, a secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Pilar Aparecida Lemos de Faria, os vereadores Tia Cenira e Nardão e representantes da Ong Deus Proverá, da Igreja Pentecostal Fé e Restauração e da Polícia Militar.
« Voltar para listagem dos posts