Blog

Você esta em:capa, Blog
25/06/2013 09h00

Manifestação em Passos

Os servidores municipais de Passos vão engrossar a manifestação pública marcada para essa quarta-feira (26), reforçando as reivindicações da categoria, que enfrenta o arrocho salarial, perseguições, entre outras dificuldades. A diretoria do Sindicato dos Empregados da Prefeitura (Sempre) havia decidido há duas semanas promover um ato público específico dos servidores, mas com as passeatas pipocando em todo o País, decidiu em nova reunião, realizada no último sábado (22 de junho), colocar a categoria como aliada das manifestações.

Os servidores estão sem receber a cesta básica desde setembro de 2012 e a atual administração não vem pagando também direitos como qüinqüênio e triênio (progressão). O Sindicato vai aproveitar o ato público para denunciar ainda o inchaço de pessoal na Prefeitura, com o grande número de comissionados e contratados, o trabalho infantil insalubre que tem acontecido com a terceirização via Samp, a perseguição que tem sido feita a funcionários da Saúde.

Conforme o Sempre, há hoje na prefeitura um esquema de pagamentos de horas extras que privilegia apadrinhados, enquanto agentes comunitários de saúde sequer têm recebido o repasse integral enviado pelo governo federal. O Sindicato defende também piso salarial do magistério, fim das terceirizações com a realização de concurso público, equiparação salarial dos agentes de endemia com os agentes de saúde, revisão do estatuto do magistério (direitos iguais para professores).
          Na pauta coletiva de reivindicações, o Sempre defende a volta dos Cras fechados pela atual administração e a volta do trabalho das assistentes sociais, a implantação do restaurante popular, a não-aprovação da PEC-37,o cumprimento da lei nacional da ficha limpa e vai denunciar o abuso de pagamento de diárias a vereadores na Câmara Municipal de Passos.
         A concentração da manifestação começa às 17h, em frente o prédio principal da Fundação de Ensino Superior de Passos (Fesp).