Blog

Você esta em:capa, Blog
09/05/2016 10h17

Recém-nascidos chegam à Santa Casa para cirurgia cardíaca

Equipe médica realizando a tranferencia do recém-nascido de Pouso Alegre para a Santa Casa de Passos
Equipe médica realizando a tranferencia do recém-nascido de Pouso Alegre para a Santa Casa de Passos

Nos útlimos dias, o céu de Passos está bastante movimentado devido a chegada de pacientes para a realização de cirurgias cardíacas infantis na Santa Casa de Misericórdia de Passos. Na última sexta-feira, 6, o hospital recebeu uma criança de Pouso Alegre, que chegou de helicóptero do corpo de bombeiros e com suporte da equipe do SAMU. Neste sábado, chegou uma criança de Sete Lagoas, e nesta segunda-feira, 9, a Santa Casa receberá mais dois recém-nascidos, da região de Montes Claros e Muriaé, no norte de Minas Gerais. São prematuros, que nasceram com má formação congênita do aparelho circulatório.
Segundo a coordenadora do serviço de UTI Neonatal e Pediátrica do hospital, Rosana Porto Viana, a Regulação Estadual solicitou as vagas à Santa Casa de Passos, que é  referencia em cirurgia cardíaca infantil, desde outubro de 2014, e o hospital aceitou prontamente. “A Regulação Estadual estava com dificuldades de tranferencia para outros hospitais, pois não dispunham de vagas de leitos no momento. No estado são apenas 4 hospitais que realizam cirurgias cardíacas infantis pelo SUS. De acordo com a rede de referencia SUS, a Santa Casa de Passos pode receber crianças de má formação congênita do sistema circulatório de qualquer cidade de Minas Gerais” explicou.

No ano de 2015, o hospital de Passos realizou 27 cirurgias cardíacas infantis e neste ano, até abril, já foram realizadas 20 cirurgias caríacas infantis. Em março de 2016, foi iniciada uma nova fase desse serviço com expansão da assistência para todo estado, tendo como meta a realização de 300 cirurgias cardíacas infantis ao ano. O serviço conta com 25 leitos pactuados pelo estado. O hospital possui uma equipe médica especializada em cirurgia cardíaca. A equipe do renomado Dr. Ricardo Sgarbieri e Dr. Kelter Sgobi, além da Dra. Sara, médica cardíaca que passou por especialização em Goiânia e São Paulo e hoje mora em Passos, fazendo parte do time Santa Casa.
Rosana complementa que a Santa Casa possui equipe de alta complexidade em diagnóstico por imagem e laboratorial, radiologistas e cardiologistas e equipamentos de última geração para diagnóstico dessas patologias, como equipamentos de Ultrassom, ecocardiografia, tomografia, ressonância e hemodinâmica. “No centro cirúrgico contamos com uma estrutura física, humana e tecnologica e um time de médicos anestesistas, enfermeiros e multiprofissionais preparados para estas comorbidades. A equipe multiprofissional de nossa UTI Neonatal atua na recuperação para o reestabelecimento dos recém-nascidos. Além disso, o hospital também acolhe as mães destas crianças na Casa da Gestante, garantindo um acolhimento com suporte multiprofissional. Enfim a Santa Casa faz jus a sua missão que é cuidar da saúde de nossa comunidade regional com respeito aos valores éticos, morais e espirituais. E é por esse motivo, e, em benefício da saúde das crianças que sempre almejaremos novos desafios” ressaltou.