Blog

Você esta em:capa, Blog
07/04/2016 11h35

Passos pede antecipação de vacina contra H1N1


A Prefeitura de Passos, através da Secretaria de Saúde, solicitou à Superintendência Regional de Saúde, em caráter de urgência, a liberação da vacina contra a gripe Influenza A, mais conhecida como H1N1, e a antecipação da campanha de vacinação. A solicitação se fez necessária devido à superlotação de pessoas suspeitas de terem a doença na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do pronto socorro municipal. Esse aumento tem sido notado também na farmácia Básica municipal, onde a procura pelo medicamento Tamiflu, usado no tratamento, também cresceu.

De acordo com o diretor do Departamento Administrativo da Secretaria Municipal de Saúde, Thiago Agnelo de Souza Salum, esse aumento de pacientes com suspeita de H1N1 foi notado em março. “O aumento na upa e consequentemente na farmácia básica, começou em 23 de março de 2016. Por isso se fez necessário esse pedido à Superintendência Regional de saúde”, disse.

O diretor explica ainda o motivo do pedido de antecipação da campanha de vacinação. “A campanha começa sempre por volta dos meses de abril e maio, porém, essa antecipação é um pedido antigo do município, através da vigilância Epidemiológica, para que a vacinação comece em março por causa da grande circulação do vírus, que começa nesse mês, mas o pedido não foi atendido”, disse.

Apesar da demanda maior, está descartado um possível risco de falta do medicamento Tamiflu, usado contra a H1N1, na Farmácia Básica de Passos. “até o momento, não corremos risco de faltar esse medicamento. Por enquanto ainda temos em nosso estoque”, informou. 

Devido ao aumento de pacientes na UPA, algumas medidas devem ser tomadas por parte dos mesmos para agilizar o atendimento, como, por exemplo, não esquecer de levar os documentos pessoais juntamente com o cartão do SUS.

 

O que é Gripe H1N1?

 

A gripe H1N1 ou Influenza A é também conhecida por gripe suína. É uma doença causada por um vírus da gripe que sofreu mutação. Esse tipo da doença se tornou conhecido quando afetou grande parte da população mundial nos anos de 2009 e 2010.

A gripe H1N1 é bem parecida com a gripe comum, inclusive na forma de transmissão. Porém, as complicações de saúde são mais graves, podendo levar os pacientes à morte. Os principais sintomas são: febre alta, tosse, dor de cabeça, dores musculares, falta de ar, espirros, dor na garganta, fraqueza, coriza, congestão nasal, náuseas, diarreia e vômitos.